Blog do Paulo DAuria

01/12/2016

O caso do duende doente e o papai-noel mafioso

 

Feito um apaixonado que roubasse
de sua amada não beijos
mas a carteira mesmo,
ou um artilheiro que roubasse
a bola do jogo antes da grande final,
ou um carteiro que roubasse os selos
das cartas nunca escritas,
quem entende?
teve esse duende doente
que roubou do papai-noel

 

Tá certo que papai-noel
era o maior ladrão de todos,
cabeça da máfia dos brinquedos
que envolvia as indústrias multinacionais
em busca de lucros a qualquer custo

 

Papai-noel, com seu passaporte diplomático
comprava brinquedos baratos
de segunda linha, na China,
e revendia caro
explorando pobres pais e mães pobres
do terceiro mundo!

 

Mas se papai-noel não merecia respeito
o doente do duende ao menos
devia ter pensado nas crianças
essas almas que são pura
esperança

 

O esquema do duende era o seguinte:
em cada 30 brinquedos, desviava vinte!
Com tamanha cara de pau
parecia até que o duende
queria ser pego!

 

E foi!
Quem descobriu o desvio
foi uma rena cagueta
que tava envolvida na treta mafiosa
do papai-noel

 

A rena não teve pena
e chamou a PM
que enquadrou o duende
e o jogou numa cela
junto com um careca ladrão de pente,
a fada que roubou a dentadura da fada dos dentes,
e a bruxa gulosa que roubou a maçã da bela adormecida
e ganhou o beijo do príncipe de graça
quando só queria encher a pança!
Tudo gente barra pesada!

 

Pobre duende, apodrece na cadeia,
É certo, não injustamente
mas o chefe da máfia dos brinquedos
o bom velhinho que não era tão bonzinho
continua livre voando pelos céus
enganando todo mundo
o malvado do papai-noel!


Escrito por Paulo DAuria às 10h07
[] [envie esta mensagem] []



[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]
 
 
 
       
   
Histórico

OUTROS SITES
    Barriguinha Man
  Eu na Germina
  Lixo/Poesia na Germina
  Poetas do Tietê
  Pastando em São Paulo
  Sampictures
  O Trombone
  SP - 457
  Virada Cultural 2011
  Pescaria no Tietê


VOTAÇÃO
    Dê uma nota para meu blog